Na Barriga

de Companhia Caótica Categoria: Teatro + Performance | Público: Crianças dos 3 aos 5 anos

Sinopse

Uma viagem cómica para todos os ex-bebés ovos!

Um espetáculo engraçado e terno que leva os espectadores numa viagem atribulada aos momentos que antecederam ao seu nascimento.

Numa tenda-útero vão ver e ouvir uma representação um pouco delirante do que talvez tenham vivido in-útero. Depois de ajudarem espermatozóides desajeitados, de algumas festinhas, abanões e alguns truques para não terem de sair todos nús cá para fora, os espectadores vão nascer uma segunda vez com o protagonista Bebé, passando, a custo, por um tubo de saída... 

“Quando estava na barriga da mãe, fui nadar até ao coração e depois desci.” (Julieta)

“Eu não conseguia ver nada, era tudo escuro dentro da barriga. Mas ouvia dizer coisas importantes, mas não sei o que eram.” (Daniel)

“Eu ouvia o pai e a mãe conversar quando estava na barriga, eles queriam saber de mim, andavam à minha procura.” (Gaspar) 

Info

Na Barriga é um projeto de teatro físico, sonoro e de objetos, que tem por objetivo dar a explorar, reviver e questionar ao espectador a sua viagem in-útero e as condições do seu próprio nascimento.

Os espectadores entram numa tenda transformada num útero gigante, onde uma atriz os espera. Através de imagens criadas com o corpo, sons e manipulação de objetos (às vezes feitas pelas crianças), a atriz partilha com os espectadores uma história possível de gestação, parto e nascimento, usando o mínimo de palavras possíveis para dar espaço a uma perceção intuitiva e subjetiva dos acontecimentos.

Sem pretensões terapêuticas, Na Barriga fala com humor e ternura de um evento fundador da psique humana, dando ao espectador uma hipótese única de nascer simbólicamente pela segunda vez. 

Imagens Promocionais

Vídeos Promocionais

Ficha Artística

Conceção, encenação e operação de luz e som Caroline Bergeron

Interpretação Catarina Santana

Banda sonora e música António-Pedro

Cenografia e objetos Caroline Bergeron

Forro da tenda Chloé Maxin

Desenho de luz André Calado

Espetáculo criado a partir de uma oficina encomendada pelo Centro Cultural de Belém/Fábrica das Artes 

Apoio Maria Matos Teatro Municipal e Associação Choupo Louco

Stage One Produção Executiva e Difusão