Sopa Nuvem - Um thriller gastronómico

de Companhia Caótica Categoria: Teatro + Cinema + Música | Público: Maiores de 6 anos

Sinopse

Mais do que “baseado numa história verídica”, SOPA NUVEM é uma história verídica, onde todos os personagens, objetos e a sopa, que é servida aos espectadores no fim, são reais.

Um  homem conta-nos  a  sua história: o  seu filho lembra-se  do avô que morreu, e mais que  tudo da  sopa de  feijão que ele  tão bem  fazia. O pai parte então numa viagem, para dentro e fora de si, à procura da misteriosa receita do Avô António.

Pela  janela  da  sua  sala,  transformada  em  écran,  o  homem  faz  cinema  ao  vivo:  fala com  o seu filho pelo  skype, entrevista velhas  tias e  amigos do seu pai, entra  no filme para  comprar feijões. Sempre  em  relação  com  o  écran,  toca  a  banda-sonora  e  vai cozinhando a sopa seguindo contraditórias indicações.

Com este pai que procura não só a receita mas também aceitar a sua perda, mergulhamos na vida de um homem normal, evocando, com humor e ternura, a morte, a passagem de testemunho, a família e o amor que tudo atravessa.

 

Info

SOPA NUVEM foi uma encomenda financiada pelo Centro Cultural de Belém/ Fábrica das Artes em coprodução com o Centro Cultural do Cartaxo. Estreou no CCB em Março de 2011, apresentando-se depois em itinerância de 2011 a 2014 em Portugal e em França, onde participou em diversos festivais, tendo ganho o prestigiado prémio MOMIX 2014 - festival internacional de espetáculos para público jovem (http://www.momix.org/).

O espetáculo é uma espécie de road-movie-show, de thriller gastronómico, em que a receita da sopa é o mistério condutor da ação.

Velhos filmes super 8, novos filmes super 8, entrevistas, fotografias, uma bateria, uma guitarra eléctrica, um fogão, um frigorífico e vários objetos-sonoros acompanham o desenrolar do triller ao mesmo tempo que falam do carácter tormentoso deste Avô António que era capaz do melhor e do pior: “o tempo estava bom e, de repente, punha-se completamente nublado…”. 

E sim, no final faz-se mesmo a enigmática sopa do Avô António e todos os espectadores a provam.

SOPA NUVEM dá continuidade a trabalhos anteriores (Filme-Aperitivo no filme-concerto Sherlock Jr., Eu só quero ser aquilo que sou, Duelo ou La creature), onde a Companhia Caótica explora as possibilidades de relação entre a cena, o écran e o público. A imagem, seja como multiplicadora de personagens, janela para viagens, evocação de memórias, prolongamento da realidade ou como cenário virtual, permanece sempre em relação estreita com quem está, em carne e osso, diante do palco.

Imagens Promocionais

Vídeos Promocionais

Ficha Artística

Conceção e dramaturgia António-Pedro e Caroline Bergeron a partir de uma ideia original de António-Pedro

Encenação Caroline Bergeron

Composição, música ao vivo e realização dos filmes António-Pedro

Interpretação António-Pedro e Gonçalo Alegria

Interpretação nos filmes José-Maria Lobo Antunes, Candido Ferreira e António-Pedro

Cenário Caroline Bergeron

Realização do cenário Nuno Melo

Desenho de luz André Calado

Coaching técnico e som Gonçalo Alegria

Câmara António-Pedro, Leonor Noivo e António Vasques

Montagem Leonor Noivo e António-Pedro

Pós-produção Som Moz Carrapa

Produção executiva Ana Rita Osório

Assistência de produção, ensaios e cenografia Miguel Estanislau

Convidados especiais Bigodes Band

Apoios Kodak, ACCCA, Dupla Cena e SOAZILOPE Lda

Espectáculo encomendado e financiado pelo Centro Cultural de Belém/ Fábrica das Artes (2011)

Coprodução Centro Cultural do Cartaxo

Stage One Produção digressão internacional